Vereador cobra votação de projeto que permite apresentação emendas impositivas

Ao votar favorável ao projeto que alterou a Lei Orgânica do Município de Boa Vista, como preparativo para a votação da chamada “Lei dos Condomínios”, o vereador Pastor Jorge (PSC) reclamou do tratamento diferenciado dado pela casa aos projetos enviados pelo Poder Executivo em relação àqueles apresentados pelos próprios vereadores. Ele citou como exemplo uma proposta de sua autoria que pretende dar aos vereadores o direito de aprovarem emendas impositivas ao Orçamento municipal.

Segundo pastor Jorge, seu projeto foi apresentado no mês de abril de 2019 e até agora não foi votado em plenário. Em contrapartida, o projeto do Executivo que prepara o terreno para a “Lei dos Condomínios” entrou na casa em setembro e já foi aprovado. “Eu só quis mostrar minha indignação com essa falta de prestígio com que os vereadores somos tratados na Casa da qual fazemos parte”, disse.

Mas, embutida na insatisfação do vereador, tem uma denúncia que parece grave. Sua proposta que trata da apresentação e aprovação de emendas impositivas ao orçamento foi extraviado. Ninguém sabia onde o projeto estava. Pastor Jorge precisou, então, apresentar outra proposta com o mesmo teor. “Eu preferi agir de forma amigável sem alarde”, disse. No entanto, a matéria continua dormindo na gaveta das comissões da casa.