Atletas de Roraima vencem Mundial de vôlei de praia na Itália. Investir em educação dá resultados

A equipe masculina de vôlei de praia da Escola Estadual Camilo Dias, de Boa Vista, sagrou-se campeã mundial na Itália, na disputa do Campeonato Mundial Escolar da modalidade, realizado em San Vito lo Capo. A grande final foi contra a seleção da Ucrânia. Os atletas Evandro Fernandes e David Lopes, representantes da unidade de ensino roraimense, juntos com estudantes de outros estados do Brasil, compuseram a seleção brasileira e representaram bem o país em solo italiano. Eis aí mais uma demonstração de que com esforço pessoal, dedicação, apoio e investimento a educação pode fazer toda a diferença na vida dos nossos jovens.

O Mundial Escolar de Vôlei de Vôlei de Praia é uma realização da Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF). A competição reuniu estudantes dos mais variados cantos do planeta. Eu tive a oportunidade de entrevistar Evandro Fernandes, ainda no mês de setembro, no programa Direto ao Ponto, sobre sua convocação para a Seleção Brasileira de Vôlei de Praia e ele se mostrava muito otimista quanto a possibilidade de conquistar o título. Davi Lopes também deveria ter comparecido à entrevista, mas por questões de cunho particular não pode ir.

Na conversa que tivemos eu e Evandro, da qual também participou o técnico dos atletas, o jovem estudante contou como a prática do esporte mudou sua vida e como tem contribuído para a formação do seu caráter. Ele disse que o suporte dado pelo treinador tem lhe ajudado a crescer como pessoa e a se dedicar mais aos estudos. Ansioso pela viagem à Europa, Evandro disse que aquela seria uma das maiores e inesquecíveis experiências da sua vida. A empolgação e o entusiasmo do jovem atleta impulsionaram-no à vitória, junto com toda a equipe.

O fato é que neste ano de 2019 muitas foram as conquistas da educação roraimense. Lembremos da conquista do prêmio Educador Nota 10, pela professora Rutemara Florêncio, da Escola Estadual Presidente Tancredo Neves. Depois, tivemos Anna Luísa Beserra, 21 anos, criadora do Aqualuz – startup formada ao longo do programa Academic Working Capital do Instituto TIM, que foi uma das vencedoras do Prêmio Jovens Campeões da Terra, da ONU. Mais recentemente, a aluna Ávila Vitória Coelho, 14 anos, da Escola Estadual Professor Alan Kardec Dantas Haddad, de São Luiz, município do sul de Roraima, foi a única medalhista de ouro por Roraima na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). E esses são apenas os exemplos mais notórios.

Essas conquistas mostram o quanto é importante se investir em educação. Se, apesar de todas as deficiência e carências do sistema estadual de ensino, com as escolas funcionando no limite e os professores fazendo das tripas coração para dar uma boa aula com condições mínimas, já é possível conseguir bons resultados como estes, imagine fazendo-se o investimento devido. Nossas escolas precisam ser melhor equipadas e os professores e alunos precisam ter as condições ideias para que o processo de ensino aprendizagem se dê com qualidade. Os resultados positivos, nós, professores, somos capazes de garantir.

Os resultados acima são prova disso.