Vereadores criticam Teresa por omissão nas ações de combate aos problemas decorrentes da imigração venezuelana

Os vereadores membros da comissão especial da Câmara Municipal de Boa Vista que esteve em Brasília, na semana passada, em busca de apoio do Governo Federal e do Congresso Nacional para minimizar os efeitos da crise imigratória que assola Roraima se reuniram em audiência, na manhã desta terça-feira (16 de julho), com o governador Antônio Denarium (PSL) para discutir encaminhamentos para os assuntos debatidos com as autoridades na Capital Federal. Também fez parte da conversa o deputado federal Nicoletti (PSL).

Cada um dos vereadores passou suas impressões sobre os resultados obtidos na visita a Brasília, deixando clara a constatação geral de que o Poder Central brasileiro pouco sabe e pouco faz para conter os problemas decorrentes da imigração no estado. Sobraram críticas ao montante de recursos destinados à Operação Acolhida e às ONG Internacionais, que cuidam dos imigrantes venezuelanos, enquanto os governos estadual e municipal ficam às voltas com a carência de recursos para oferecer serviços de saúde, educação e segurança de qualidade à população local.

A ausência da prefeita de Boa Vista, Teresa Surita (MDB), à reunião também foi motivo de muitas críticas por parte de vereadores, como Rômulo Amorim (PRB). “O governador Antônio Denarium já esteve mais vezes aqui na Câmara este ano do que a prefeita Teresa”, disse o parlamentar. O presidente Jair Bolsonaro, que disse que Roraima seria tratado como a menina dos seus olhos, não escapou da rajada de críticas dos vereadores, principalmente Júlio César de Medeiros, que se disse decepcionado com o tratamento dispensado a Roraima pelo presidente.

“Durante a campanha, Bolsonaro discursou elogiando Roraima e demonstrando mais conhecimento sobre nosso estado do que eu, mas, depois de eleito, as ações efetivas para livrar nosso estado dos efeitos da crise imigratória são pífias. Eu votei em Bolsonaro, mas confesso que estou decepcionado com a forma como ele está tratando Roraima”, disse o parlamentar. Medeiros apresentou números segundo os quais já entraram no estado mais de 400 mil imigrantes venezuelanos.

As críticas feitas à prefeita Teresa Surita foram endossadas e reforçadas pelo deputado Nicoletti. Segundo o parlamentar, a gestora não tem sido transparente no trato com os dados que dizem respeito às ações e políticas públicas do município voltadas para os imigrantes venezuelanos. Nicoletti disse ter solicitado dados das secretarias de Saúde e Educação do município para que possa lutar por mais recursos para Boa Vista, em Brasília, mas não recebeu nenhuma informação. “A Prefeitura de Pacaraima repassou todos os dados solicitados, o Governo de Roraima repassou boa parte do que pedimos, mas a Prefeitura de Boa Vista não repassou absolutamente nada”, criticou.

De sua parte, o governador Antônio Denarium disse que tem feito tudo o que está ao seu alcance em busca de apoio e recursos para solucionar os problemas decorrentes da crise imigratória. Ele fez um apanhado das suas ações na área da saúde e segurança pública, as mais prejudicadas pelo intenso fluxo de imigrantes, afirmando que em breve estará entregando novas unidades hospitalares, além da ampliação do Hospital Geral de Roraima (HGR), assim como delegacias cujas obras estavam paradas há muitos anos na capital e no interior.

O vereador Ítalo Otávio (PR), um dos parlamentares municipais que estiveram em Brasília na semana passada, defendeu, mais uma vez, a ideia de que os abrigos que servem de apoio para os imigrantes sejam retirados do perímetro urbano de Boa Vista para áreas mais afastadas. Ele também entende que o atendimento médico aos venezuelanos deve ser feito dentro dos próprios abrigos, pelos militares, uma vez que a Operação Acolhida já recebeu do governo federal mais de R$ 400 milhões para custear ações de apoio aos imigrantes.

Confira a íntegra da audiência dos vereadores de Boa Vista com o governador Antônio Denarium, nos vídeos abaixo:

Segunda parte da transmissão:

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.