Vereadores recusam proposta de Magnólia Rocha que destina ginecologistas para postos de saúde

Ontem, de forma inexplicável, os vereadores de Boa Vista rejeitaram uma emenda da vereadora Magnólia Rocha (PRB) ao projeto de autoria do Poder Executivo que trata da contratação de médicos em regime temporário. A emenda da parlamentar propõe a disponibilização de ginecologistas nas unidades básicas de saúde (UBS).

Na prática, o que a parlamentar defendia era que fosse reduzido o número de clínicos geral com carga horária de 20h de um total de 21 para 20, fazendo que com aumentasse uma vaga para ginecologista/obstetra, totalizando duas vagas para esses profissionais.

“Essa quantidade [de ginecologista] ainda é insuficiente pois temos oito micro áreas na rede municipal, mas pelo menos iria minimizar a demanda que é encaminhada para o CPCON cujo objetivo é realizar atendimentos ginecológicos mais complexos, como ultrassom, exames colposcópicos, biópsias, cirurgias de alta frequência e pequenas cirurgias”, disse Magnólia.

Conforme a parlamentar, a presença de um profissional de ginecologia nos postos de saúde para que seja possível prestar um serviço minimamente digno às mulheres. “A alteração proposta por mim não causaria nenhum impacto no orçamento municipal”, frisou a vereadora.

Faltou sensibilidade aos parlamentares para atender a uma demanda tão importante para as mulheres. As UBS geralmente estão lotadas de mulheres em busca de tratamento para problemas de saúde que envolvem o aparelho reprodutor.

PS – A letra N em vermelho no painel da imagem que ilustra esse post indicada cada vereador que votou contra a emenda da vereadora Magnólia Rocha.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.