Femarh suspende emissão de autorizações para queimadas controladas

A Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Femarh) decidiu suspender a emissão de Autorizações de Queima Controlada nos municípios roraimenses “em virtude das condições climáticas do estado”.

O diretor de monitoramento e controle ambiental da Fundação, Eugênio Thomé, justificou em nota que a medida é decorrente do fato de Roraima atravessar “uma estiagem prevista para o mês de abril”.

O comunicado da Femarh é extensivo aos municípios, vilas e associações de produtores com o objetivo de orientá-los sobre “a proibição temporária de qualquer queima em área rural e urbana, mesmo para aqueles que já tenham em mãos Autorizações de Queima Controlada”.

Quem trafega pela BR 174 Sul e também pela BR 210 se depara com focos de incêndio ao longo de praticamente toda a extensão dessas rodovias.

A partir dos municípios de Iracema, Caracaraí, Rorainópolis, São Luiz do Anauá e São João da Baliza os focos de calor estão por toda parte. Segundo a Femarh, até a quinta-feira (7) foram identificados mais de 400 focos de calor em todo o estado.

Queimadas preocupam autoridades

As queimadas voltam a ser motivos de preocupação em Roraima. Depois de causarem estragos no município de Amajari, no Norte do Estado, as queimadas passaram a causar prejuízos também na região Sul de Roraima, onde danificaram, inclusive, a rede elétrica, deixando o município de São João da Baliza às escuras.

O fogo destruiu parte da rede elétrica na noite do dia 5 para o dia 6 de março, nas imediações da localidade conhecida como 500. De acordo com relatos de moradores de Baliza, em decorrência dos danos causados na rede de distribuição de energia, o município ficou às escuras durante quase toda a noite.

Veja a nota da Femarh suspendendo as autorizações para queimadas:

Anúncios

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.