Justiça Eleitoral de Roraima está sob nova direção

Os desembargadores Jefferson Fernandes da Silva e Leonardo Pache de Faria Cupello tomaram posse na manhã desta quarta-feira (6 de fevereiro) nos cargos de presidente e vice-presidente/corregedor do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR), para o biênio 2019/2021.

A solenidade de posse ocorreu no plenário da instituição e foi prestigiada pelos chefes dos poderes constituídos, magistrados, membros do Ministério Público, advogados, autoridades civis e militares do Estado, servidores e familiares dos empossados.

O novo presidente da Corte Eleitoral é baiano e está na magistratura roraimense desde 1993, tendo ascendido ao cargo de desembargador do Tribunal de Justiça de Roraima no ano de 2015.

Em um discurso emocionado Jefferson Fernandes lembrou de sua trajetória profissional e da importância da sua família, pais, esposa e filhos para sua vida e os desafios que nela se apresentam.

“Estou sentindo o peso do encargo. A vida nos impõe desafios e creio que esse é um dos grandes, pois não fui talhado para o exercício de cargos solenes (…). Não tenho nenhum objetivo pessoal no exercício da presidência do TRE de Roraima. A Justiça Eleitoral tem um objetivo institucional, que é realizar as eleições, para isso foi constituída”, disse.

Segundo Fernandes, poucos países no mundo têm uma estrutura organizada como a brasileira. “Realizar as eleições municipais próximas é a nossa meta e se Deus quiser conseguiremos nos desincumbir bem desse encargo, pois contaremos com o apoio das instituições parceiras e dos servidores da casa”, afirmou.

Ainda em seu discurso, o novo presidente destacou o trabalho desenvolvido pela gestão de sua antecessora, a exemplo da obra de revitalização da sede do TRE e a condução do processo eleitoral de 2018.

“A desembargadora Tânia Vasconcelos conduziu os trabalhos de uma forma que nos deixou a todos livres, embora juízes sejam livres. Tivemos liberdade para dialogar, divergir e votar com uma enorme independência nessas últimas eleições. Nós temos uma corte onde todos são amigos e se respeitam” frisou.

O desembargador Leonardo Cupello, que assumiu a vice-presidência do TRE, destacou que a Justiça Eleitoral de Roraima, além de buscar a paz social na resolução das lides eleitorais, se constitui como a verdadeira guardiã da democracia.

Anúncios

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.