Refugiados venezuelanos pedem destituição de Maduro do poder e reconhecimento pela Comunidade Internacional de Guaidó como presidente interino do país

Centenas de refugiados e imigrantes venezuelanos em Roraima promoveram um ato político, na manhã desta quarta-feira (23 de janeiro), contra o governo do presidente Nicolás Maduro. Os manifestantes defendem a destituição de Maduro da presidência da Venezuela e o reconhecimento oficial, pela Comunidade Internacional, do deputado federal Juan Guaidó como presidente interino do país caribenho.

Concentrados no parlatório da Praça do Centro Cívico, em Boa Vista, os manifestantes venezuelanos ostentavam bandeiras e faixas com palavras de ordem contra Maduro e de apoio ao deputado Juan Guaidó. Por um momento eles ensaiaram sair em marcha até o Consulado da Venezuela em Roraima, mas desistiram para não provocar um impasse diplomático nem chamar a atenção das forças de segurança. Eles queriam, acima de tudo, fazer um protesto pacífico ao som de músicas emblemáticas venezuelanas.

O Blog do Luiz Valério fez transmissão ao vivo da manifestação dos imigrantes e refugiados venezuelanos na manhã desta quarta-feira:

 

Os protestos contra Maduro acontecem em vários pontos da Venezuela, segundo a imprensa internacional. Os imigrantes e refugiados que vivem em Roraima disseram ao blog que hoje é um dia de manifestações em vários estados do país. Eles temem que o governo ditatorial de Maduro reaja com violência contra seus compatriotas que pedem a saída do presidente ilegítimo do poder.

De acordo com o jornal argentino Clarin, os protestos começaram antes das 10h da manhã em novo pontos da capital Caracas. Os manifestantes foram reprimidos com força e gás lacrimogênio pela Guarda Nacional Bolivariana ao chegarem na Plaza Madariaga del Paraíso, na capital do país. Os protestos acontecem em mais de 30 pontos do país, conforme apurou este blog. O jornal venezuelano El Nacional informou que houve incidentes na rodovia Caracas de La Araña, onde a polícia disparou gás lacrimogêneo nos manifestantes.

Os protestos contra o governo de Nicolás Maduro se espalham por toda a Venezuela nesta quarta-feira.

Imagem de destaque: Clarín

Anúncios

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.