Denarium diz em entrevista à Globo News que vai reduzir número de secretarias de 30 para apenas 9 pastas

Dando continuidade à sequência de entrevistas com os governadores estaduais, a Globo News entrevistou nesta segunda-feira (21 de janeiro), o governador de Roraima, Antônio Denarium (PSL). O gestor foi interrogado sobre as ações que está realizando para sanear a situação financeira do estado. Como resposta ele disse que vai fazer uma reforma administrativa profunda, reduzindo as atuais 30 secretarias para apenas 9. Segundo o governador, existem secretarias improdutivas e que custam caro para o Estado. Estas serão ou extintas ou fundidas com outras pastas.

Denarium também foi inquirido sobre a suposta prática de nepotismo (contratação de parentes para cargos no primeiro e segundo escalões do governo), mas negou que tenha incorrido neste ato falho. “Eu não estou aqui para nomear amigos, parentes e familiares [no governo]. Estou aqui para fazer uma gestão séria, transparente e isenta de corrupção”, afirmou. Ele disse ter nomeado duas cunhadas que têm mestrado e doutorado na área da educação, cujas mesmas já são servidoras de carreira do Estado e da União, e que isso não configura nepotismo.

Segundo o governador Antônio Denarium, 65% das receitas do Estado de Roraima estão comprometidas com repasses obrigatórios para os outros poderes e prefeituras e com a folha de pagamento. Os recursos, disse ele, já não são suficientes para pagar os servidores estaduais. Como medida saneadora, sua gestão está fazendo o enxugamento da folha, demitindo cargos comissionados.

“Vamos reduzir a folha de pagamento, começando pela exoneração dos cargos comissionados. Vamos fazer uma reforma administrativa e também um plano de recuperação fiscal. Outro passo será fazer uma auditoria em todos os contratos”, disse.

Outras medidas saneadoras adotadas pelo governador de Roraima sustação de contratos de aluguel de veículos. Mais de 200 carros alugados já foram entregues às empresas locadoras. O mesmo será feito com a locação de prédios para a acomodação de secretarias, herdada de gestões anteriores. Todos os contratos serão desfeitos e as pastas serão instaladas em prédios próprios do governo.

Denarium disse que paralelo a isso, estão sendo feitas reformas tecnológicas e tributária e será feita a ampla reforma administrativa. A intenção é reduzir o gasto com a folha de pessoa para 49%. Os servidores que ficarem na folha terão que trabalhar efetivamente. “Nós vamos sanear Roraima e transformar o estado um modelo para o Brasil”, afirmou.

Em entrevista exclusiva à Globo News, nesta segunda-feira (21 de 
 janeiro), o governador de Roraima, Antônio Denarium, disse que vai fazer uma reforma administrativa profunda, vai demitir o excesso de cargos comissionados e mandará fazer auditoria de todos os contratos do governo. Denarium disse ainda que já devolveu mais de 200 carros alugados e afirmou que vai devolver todos os prédios alugados. As secretarias funcionarão em prédios próprios do governo.
O governador de Roraima, Antônio Denarium, disse que vai fazer uma reforma administrativa profunda, vai demitir o excesso de cargos comissionados e mandará fazer auditoria de todos os contratos do governo

Imigração venezuelana

Os efeitos da imigração venezuela em Roraima também foram abordados na entrevista de Antônio Denarium à Globo News. O governador disse que a Venezuelana não faz o controle sanitário da sua população e, em decorrência disso, muitos imigrantes entram no Brasil como refugiados, sem ter que apresentar documentos, e trazendo algumas doenças como sarampo, por exemplo.

Como medida, o Exército Brasileiro, que trabalha na Operação Acolhida, na fronteira da Venezuela com o Brasil, em Pacaraima, está vacinando todos os imigrantes. “Está sendo dada atenção especial à questão sanitária para erradicar as doenças que estão chegando com os venezuelanos”, disse.

Segurança pública, energia elétrica e transferência das terras

Na entrevista à Globo News, Denarium disse ter pedido prorrogação da intervenção federal no sistema prisional de Roraima até o dia 28 de fevereiro. Ele afirmou acreditar também que o Decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) será prorrogado pelo Governo Federal por mais 60 dias, até que a reforma da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (PAMC) seja concluída. Disse já ter tratado do assunto com o presidente da República Jair Bolsonaro.

Em relação ao setor energético, Antônio Denarium disse que Roraima precisa sair da dependência da energia vinda de Guri, na Venezuela, e das termelétricas, que são poluentes. Para tanto, já tratou com o presidente Bolsonaro sobre a necessidade inadiável de conclusão do Linhão de Tucuruí. Ele disse que o presidente da República se comprometeu em retomar a obra de forma a interligar Roraima ao Sistema Elétrico Nacional.

A transferência das terras da União para o Estado foi outra medida apontada como fundamental para que Roraima ganhe autonomia e possa deslanchar como produtor de alimentos. Denarium disse que só com a transferência das terras será possível atrair investidores para produzir grãos e carne nas terras roraimenses. “Precisamos que o processo de transferência seja concluído para que os nossos produtores tenham segurança jurídica”, reforçou.

Anúncios

Autor: Luiz Valério

Luiz Valério nasceu em Juazeiro do Norte, no Cariri cearense. Sou formado em Letras e atua como professor e jornalista. Tenho pós-graduação em Comunicação Social, Assessoria de Imprensa e Novas Tecnologias. Escrevo blogs desde 2003 período a partir do qual passei a me dedicar ao estudo do tema. Seja bem vindo, a casa é sua!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s