Novo líder do Parlamento da Venezuela se autoproclama presidente interino do país

A situação política da Venezuela fica mais complicada a cada dia que passa. Vinte e quatro horas depois da posse de Nicolás Maduro, o novo líder do Parlamento, Juan Guaidó, se proclamou “presidente interino” do país e pediu união do povo e das Forças Armadas para depor o governo ditatorial bolivariano.

Assim, a Venezuela tem agora dois presidentes um eleito de forma ilegítima, segundo a comunidade internacional, e outro autoproclamado no dia de ontem. Em matéria publicada no site do La Nacion pelo jornalista Daniel Lozano ele afirma: “agora os venezuelanos não sabem se têm um ou dois presidentes”.

“Assumindo a legitimidade que me dão os artigos 233, 333 e 350 da Constituição, convoco o povo da Venezuela, as Forças Armadas e a comunidade internacional para fazer a confirmação efetiva do governo de transição”, disse Guaidó em suas redes sociais. Uma grande manifestação foi convocada pelos partidos de oposição ao governo Maduro para o dia 23 de janeiro.

Há quem defenda que, caso seja reconhecido como presidente da Venezuela pela comunidade internacional, Juan Guaidó deverá convocar eleições num prazo de 30 dias. Luis Almagro, presidente da Organização dos Estados Americanos (OEA), reconheceu a autoproclamação de Guaidó e disse que ele assumia a partir de agora as competências da Presidência da República.

Maduro, no entanto, não vai aceitar a investida da oposição. “Enquanto estamos trabalhando, há mentes loucas, mentes imaturas, que estão na cabeça da oposição maquinando o que vão inventar”, disse. O partido Frente Amplo Venezuela Libre teve sua página na Internet bloqueada pelo governo. De sua parte, o vice-presidente da Mesa Diretora do Parlamento venezuelano, Edgar Zambrano, disse que Guaidó ainda não assumiu como presidente, mas está disposto a fazê-lo.



A imprensa Argentina destaca a decisão do líder oposicionista Juan Guidó de se autoproclamar presidente interino da Venezuela

Luiz Valério escreve de Buenos Aires, Argentina.

Anúncios

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.