Ministério Público denuncia dupla de venezuelanos por latrocínio em Caracaraí

O Ministério Público do Estado de Roraima denunciou os venezuelanos Roney Alexis e Omar David, acusados de latrocínio (roubo seguido de morte) ocorrido na tarde do dia 03 deste mês, no município de Caracaraí, sul do Estado.

Os venezuelanos confessaram o esfaqueamento até a morte, do comerciante Charles Tavares da Silva. Na ocasião do crime, os denunciados subtraíram uma quantia de R$ 5.076,00 da pizzaria de propriedade da vítima.

De acordo com a denúncia, protocolada pela Promotoria de Justiça de Caracaraí, após o crime, os acusados fugiram de táxi para Boa Vista e, posteriormente seguiram em direção à Pacaraima. Os dois pretendiam atravessar a fronteira para o país vizinho, segundo as investigações.

Apesar da tentativa de fuga, os denunciados foram abordados e em seguida detidos pelo Exército Brasileiro em Pacaraima. Após a detenção dos venezuelanos, a Polícia Militar foi acionada e conduziu os acusados para a delegacia do município.

No momento da prisão, os dois ainda estavam com os objetos subtraídos da vítima. Também foram apreendidos com os denunciados duas facas utilizadas na prática do crime, ainda com vestígios de sangue.

Anúncios

Autor: Luiz Valério

Luiz Valério nasceu em Juazeiro do Norte, no Cariri cearense. Sou formado em Letras e atua como professor e jornalista. Tenho pós-graduação em Comunicação Social, Assessoria de Imprensa e Novas Tecnologias. Escrevo blogs desde 2003 período a partir do qual passei a me dedicar ao estudo do tema. Seja bem vindo, a casa é sua!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s