O PODER CURATIVO DA FONTE DOS MACACOS

Como o post anterior já denunciou, me encontro por esses dias em Poços de Caldas, no interiorzão das Alterosas. A cidade é um regozijo para os meus olhos cansados de tela de computador.

Pode-se dizer estou na cidade das águas, daí o nome que batiza o lugar. Nas praças e ruas, fontes de águas termais são atrações imperdíveis. O turismo ecológico é outra atração que faz de Poços um dos endereços preferidos de paulistas e cariocas. Tem até passeio de charrete e bondinho (teleférico), que leva à estátua do Cristo Redentor, no alto de uma montanha.

Uma das fontes mais conhecidas é a chamada Fonte dos Macacos, cuja placa informativa comunica aos turistas: a água tem ação sedativa, descongestionante, antiséptica, cicatrizante, desintoxicante e expectorante, entre tantas outras qualidades. Um impressionante vai-vém de gente na Fonte dos Macacos deixa clara a popularidade da praça onde ela se encontra. Aliás, o logradouro tem o mesmo nome: Praça dos Macacos.

Centenas de pessoas passam pela fonte diariamente para se molhar ou beber um gole da “água milagrosa”. Esse movimento frenético chama a atenção de curiosos como eu que, para não ficar apenas olhando, também fui lá e aproveitei para pelo menos lavar as mãos. Que a água cura eu não posso garantir. Mas que ela jorra quetinha da silva, isso eu pude constatar. Antes de deixar Poços, ainda postarei aqui algumas histórias interessantes sobre pessoas que acreditam ter sido curadas pela água da Fonte dos Macacos.

Anúncios

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.