DERRAPAGENS DE VÉSPERA

Os últimos momentos da camapanha eleitoral em Roraima têm rendido histórias que confirmam a decadência do sistema político brasileiro. O senador da república e candidato ao governo do Estado, Romero Jucá (PMDB), é acusado de invadir um escritório político do grupo opositor para flagrar suposta compra de votos. Jucá teria recebido uma informação de que estaria havendo cooptação de eleitores e foi averiguar, desempenhando um papel que deveria ser da Polícia Federal. De acordo com as informações de pessoas ligadas a escritório de campanha do vereador, presidente da Câmara Municipal de Boa Vista e candidato a deputado estadual, José Reinaldo Pereira (PSDB), local onde houve o entrevero, Jucá teria invadido o ambiente e apreendido o dinheiro supostamente usado na compra de votos. Os seguranças de Reinaldo e do também candidato Márcio Junqueira teriam dado uns safanões no senador peemedebista, que perdera o óculos – quebrado na confusão – e o seu aparelho celular, que serviu como prova da invsão na Polícia Federal. Jucá, por sua vez, foi à Polícia Civil e registrou ocorrência afirmando ter perdido o celular. Já José Reinaldo disse à PF que o dinheiro desaparecido do seu escritório estava sendo usado para pagar as pessoas que trabalharam na sua campanha. Todo esse triste episódio ocorreu no bairro Raiar do Sol.

Anúncios

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.