Show de humor macabro

O programa eleitoral gratuito é um humorístico macabro, mas um humorístico.
Os candidatos não se preocuparam em tomar pelo menos um gole de “chá de simancol” e repetem os mesmos chavões, os mesmos lugares comuns, as mesmas promessas, a mesma cantilena de todo o sempre.
Dia desses, assistindo ao horário gratuito na televisão, eis que me aparece um candidato a deputado estadual por Roraima, chamado Silvestre Pessoa, usando a sua situação de desempregado como argumento para conquistar votos.
O discurso dele, tadinho, era de fazer pena: “sou desempregado e se você se compadecer da minha situação, me dê seu voto”.
Pelo menos esse não nega sua intenção: quer se eleger deputado para melhorar de vida. Antes de trabalhar pelo bem comum, quer resolver sua situação fiananceira.
Diante do descrédito que assola o mundo político, com tanto sugador, cuequeiro e mensaleiro, não vai ser surpresa nenhuma se aparecer algum candidato usando o chavão: “ruim por ruim, vote em mim”.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.