Queda de braço no PMDB

O PMDB de Roraima vive um clima de disputa interna acirrado a exemplo do que acontece em nível nacional. O senador Romero Jucá, presidente regional da sigla, homologou a sua candidatura ao Governo do Estado, no sábado, 10, numa convenção que teve participação ínfima de convencionais e terá o procedimento questionado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O servidor público Júnior da Wanda, que também pretende disputar a preferência dos filiados para concorrer ao Palácio Senador Hélio Campos, disse que Jucá agiu de forma arbitrária e vai tentar anular a convenção na Justiça Eleitoral. “Para que a homologação da candidatura dele valesse, seria necessária a presença de pelo menos 20% dos convencionais do partido, o que não aconteceu”, disse Júnior da Wanda.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.